NOTÍCIAS

FÓRUM ISIC NA FOC

O consumidor do mercado de beleza do século XXI

O Brasil ocupa atualmente o terceiro lugar de maior mercado de produtos de beleza do mundo, segundo dados da ABIHPEC - Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos. De acordo com a Associação, o crescimento médio deste setor tem sido de 10% ao ano nos últimos 18 anos, o que representa um faturamento - Ex-factory - líquido de impostos sobre vendas, de R$ 4,9 bilhões em 1996 para R$ 38,2 bilhões em 2013.

Entre os fatores que contribuem para esse crescimento, a Abihpec destaca: acesso das classes D e E aos produtos do setor, devido ao aumento de renda; consumo de produtos com maior valor agregado pela classe C; aumento da participação da mulher brasileira no mercado de trabalho; lançamentos constantes de produtos que atendem as necessidades do consumidor; preços mais acessíveis; aumento da expectativa de vida, que gera uma necessidade de manter aparência mais jovem.

Em virtude desse novo culto ao corpo e a beleza, os padrões de comportamento seguem influencias sociais e culturais de consumo de cosmético e de produtos de tratamento de beleza para serem aceitos em grupos sociais, o competitivo mercado de trabalho, familiares e assim seguir padrões ditados pela sociedade. Como consequência, surgem novas ferramentas para atrair e conquistar o consumidor no mundo da beleza!

Fórum: SEMANA DE TECNOLOGIA DAS FACULDADES OSWALDO CRUZ

Carol Motta (Mintel - empresa de pesquisa de mercado); Gillian Borges (Jornalista especializada no mercado da beleza); Murilo Marques (Revista H&C - Site Cosmetic Innovation) e Paulo Cavalheiro (Vita Derm) foram alguns dos palestrantes presentes no Fórum .

Durante a exposição mediada pelo Dr. Marcelo Schulman - Coordenador do ISIC e presidente da Vita Derm, cada um dos convidados destacou ferramentas que vem sendo utilizadas atualmente para conquistar e fidelizar os consumidores em potencial e que fomenta um mercado de R$ 38 bilhões.

De acordo com a jornalista Gillian Borges, no século XXI o mundo mudou! Hoje vivemos ao mesmo tempo uma existência real e virtual, na medida em que todas as faixas etárias estão na Internet. O que conta nessa nova era é a experiência vivida e o prazer proporcionado por ela e não somente o produto ou serviço?, destacou Gillian.

Customização e personalização foi outro tópico levantado pela palestrante Carol Motta, que ressaltou a tendência do consumidor brasileiro e mundial de sair do consumo em massa para o personalizado, e consumir produtos feitos exclusivamente para ele (a). Customização e personalização de produtos já é uma exigência dos consumidores do século XXI. A customização pode acontecer desde a embalagem até o produto final, que irá oferecer finalizações diferentes para públicos diferenciados.

Murilo Marques destacou a importância de conhecer bem o seu cliente e oferecer multicanais para que o consumidor compre o seu produto através de tecnologias ligadas a Internet, diferentes ferramentas disponíveis em redes sociais, mobile etc.

De acordo com Murilo, cerca de 14 novos tipos de produtos são lançados por dia, e o mercado de cosmética tem um consumo de indulgencia privilegiando a autoestima, o que faz com que ele cresça até nos momentos de crise. O Brasil consome 9% dos produtos cosméticos do mundo. ?O mundo mudou e o mercado também. E hoje ele consegue falar direto ao público alvo, seja por meio de aplicativos que dão informação de tendência, onde encontrar e por fim, finalizar a compra?, diz

Paulo Cavalheiro encerrou o circuito de palestras e sintetizou as exposições do fórum fazendo uma exposição cronológica das ferramentas de venda usadas em cada época e a evolução tecnológica, que permitiu chegar até os dias de hoje: a Internet e a realidade virtual, que marcam a nova era. ?Vivemos cada vez mais em um mundo virtual e menos físico: trabalhamos virtualmente, conversamos por meio de aplicativos e compramos pela Internet. A premissa agora é se valer desses recursos para atingir o consumidor final, o cliente?.




Voltar ➤