NOTÍCIAS

HAIR BRASIL 2014

Universidade, comunicação, mercado e indústria refletem sobre a importância do conhecimento técnico e científico

A 13ª Feira Internacional de Beleza, Cabelos e Estética - Hair Brasil -, que aconteceu de 12 a 15 de abril, no Expo Center Norte, em São Paulo, apresentou lançamentos de produtos, equipamentos e serviços relacionados à área. E além de promover tendências e negócios, o evento que recebeu mais de 100 mil visitantes este ano, também contou com a presença de autoridades da academia, do mercado, da comunicação e da indústria, com o objetivo de reforçar a importância da profissionalização da área.

O1º Meeting das Universidades da Área de Beleza, promovido pelo Instituto Schulman de Investigação Científica (ISIC) para a Hair Brasil, reuniu universidades da área de tecnologia de cosméticos aplicadas à beleza e personalidades do setor, conseguindo juntar as quatro pontas que envolvem a área, a fim de trocarem experiências e conhecimentos para o desenvolvimento do setor.

Dr. Marcelo Schulman, presidente do ISIC e mediador do encontro, enfatizou que o ensino e o conhecimento são a base de todos os produtos lançados na feira. "Realizar o 1º Meeting das Universidades da Área de Beleza na Hair Brasil é uma iniciativa inovadora, pois esta é uma das mais importantes feiras do setor no mundo. Discutimos, aqui, como ampliar o conhecimento, pois é na academia que nasce o produto".

Entre os temas debatidos, estava o ensino, desde químicos e farmacêuticos, até o profissional que aplica o produto. "Discutimos como transformar a aplicação do produto, muitas vezes feita de forma empírica, em algo científico", explica Schulman, que se diz satisfeito com o resultado do encontro. "Foi muito positivo e certamente deve agregar novas universidades na próxima edição", conclui.

Além do debate, o ISIC se apresentou também em dos stands do setor de Estética, e aproveitou para divulgar o lançamento do curso de pós-graduação, que desenvolveu em parceria com as Faculdades Oswaldo Cruz: Estética e Cosmética, da Pesquisa à Aplicabilidade. De acordo com Schulman, o curso veio suprir uma grande necessidade do mercado na área de beleza.

Pontos de vista

As autoridades convidadas também mandam seu recado:

Prof.ª Cristiane Mello Davi (Diretora da Área da Saúde da Universidade de Maringá - Unicesumar)

"A procura por cursos na área de cosmetologia e estética têm aumentado cerca de 15 a 20% ao ano. Percebo que hoje há uma distância muito grande entre a tríade universidade, mercado e indústria. E a proposta do ISIC, de reunir esses pilares, é fundamental para o progresso do setor".

Carlos Oristânio (Consultor e Prof.º do curso de Estética e Cosmética da Universidade Cruzeiro do Sul )

"Não adianta ter uma habilidade, sem conhecimento técnico ou científico. Tenho escutado muito de algumas empresas de cosméticos, que investem em pesquisas e tecnologias para garantir a eficácia de seus produtos, que quando estes chegam aos salões e clínicas de estéticas são desperdiçados pelos profissionais, que não sabem usá-los adequadamente. Há profissionais com muito talento no mercado, mas que trabalham pela repetição, ou seja, guiam-se por uma tendência de moda, mas não reconhecem o seu real significado. Acredito que os cursos do ISIC, tanto os de pós-graduação como os de extensão, agregarão mais valor a uma nova geração de profissionais, seja cabeleireiros ou esteticistas".

Gilian Borges (Jornalista e editora das revistas Cabelos & Cia, Estética Moda Cabelo e L´Officiel)

"O ISIC já conseguiu mobilizar as universidades. O próximo passo é chamar a atenção da indústria, para que esta discuta suas reais necessidades. O tripé educação, mercado e indústria não podem continuar atuando isoladamente, e esseMeetingveio exatamente de encontro ao que eu acredito. O projeto do ISIC é muito ambicioso, pois já conseguiu fazer com que a academia e a indústria percebessem a necessidade desse vínculo, basta agora que os profissionais percebam essa oportunidade".

Jadir Nunes (Farmacêutico, Diretor de Desenvolvimento e Produção da Stiefel e Coordenador do Curso Superior de Tecnologia em Cosméticos das Faculdades Oswaldo Cruz)

"A gente percebe que os alunos são muito heterogêneos e carecem mesmo de conhecimento. Criamos um projeto chamado Recordar, em que fazemos uma reciclagem da parte química do semestre, porque faz muitos anos que eles não têm contato com a escola. Sem dúvida, é um grande desafio. O nosso foco sempre foi a pesquisa, o controle de qualidade, a indústria, mas com o passar dos anos sentimos a necessidade de aproximar o profissional dessa realidade".

Carlos Rocha (Farmacêutico, Pesquisador e Prof.º da Universidade Anhembi Morumbi)

"O curso do ISIC veio suprir uma carência de embasamento científico na área da beleza. Com certeza vamos aplicar este conceito inovador em nosso laboratório".

Andreza dos Santos (Fisioterapeuta e Prof.ª do curso de Estética e Cosmética da UNIP)

"Como professora, sinto-me no dever de incentivar a pesquisa. Para um bom profissional, nunca faltará trabalho. Por isso, acredito que o trabalho do ISIC, junto às universidades, é muito enriquecedor".

Vivian Silvério (Gerente de Pesquisa e Desenvolvimento da Impala)

"Apoio o ISIC porque acredito no trabalho em equipe, e trabalhando em conjunto todos só terão a ganhar".


Voltar ➤