ARTIGOS

BIOENGENHARIA CUTÂNEA

Ciência analisa a eficácia dos cosméticos na pele

A indústria da beleza cresceu muito nos últimos anos. Com clientes cada vez mais exigentes que buscam a perfeição física, as fabricantes se viram obrigadas a aplicar em princípios ativos potentes e fórmulas elaboradoras.

Para chegar em produtos eficientes, o investimento em pesquisa foi essencial, como a Bioengenharia Cutânea, ciência que comprova a eficácia dos cosméticos na pele. 

Todos os dias, chegam às prateleiras de perfumarias cremes que prometem quase a beleza eterna, com formulações milagrosas.  Com o objetivo de constatar a veracidade dos rótulos, a Bioengenharia Cutânea passou a fazer parte da rotina das indústrias cosméticas.

?A Bioengenharia Cutânea tem por objetivo compreender e analisar como os componentes e demais ativos usados nos produtos agem sobre a pele, almejando certificar a eficácia de um produto, assim como criar parâmetros para o desenvolvimento de novos itens, inclusive multifuncionais, forte tendência dos últimos tempos", explica Dr. Marcelo Schulman, cosmetólogo, mestre em Dermofarmácia e presidente da Vita Derm Hipoalergênica.

Os primeiros estudos e pesquisas em Bioengenharia Cutânea foram realizados na França, na Universidade de Besançon.

No Brasil, o assunto foi muito explorado em algumas palestras ministradas por especialistas franceses trazidos por Marcelo Schulman, como palestrantes em congressos, em São Paulo.


Voltar ➤