ARTIGOS

ACNE

A Acne é uma dermatose e atinge o conjunto pilossebáceo e se caracteriza pelo surgimento de comedões que podem evoluir a pápulas, cistos, pústulas e nódulos. Já os comedões são cravos e podem ser classificados de três formas, de acordo com sua fase:

  • Microcomedão: é a fase inicial do cravo. Geralmente é microscópico e não pode ser visualizado a olho nu;
  • Comedão fechado (cravo branco): é esbranquiçado ou da cor da pele, com forma esférica. Inflama com maior facilidade;
  • Comedão aberto (cravo preto): é eliminado facilmente. A extremidade é preta, pois sofre oxidação por estar em contato direto com o meio externo. A maioria dos comedões abertos não fica inflamada.

Caracterizada pelo aumento da produção do sebo, associado à hiper queratinização, que causa obstrução do folículo, espessamento e a solidificação do sebo, proliferação e ação de bactérias e reação inflamatória local, a acne forma os comedões, pápulas, pústulas, nódulos e até abcessos.

A acne pode ser causada por fatores externos (agentes tópicos, temperatura, sudorese, produtos com ação detergente demasiada, exposição solar ) ou internos ( hereditariedade, hormônios, estresse, sedentarismo, intoxicação medicamentosa) e afeta cerca de 80% da população jovem.

Basicamente, a localização da acne é na face, no ombro e na porção superior do tórax. Tem maior incidência na puberdade, em ambos os sexos, na faixa etária de 14 aos 17 anos nas mulheres, e dos 16 aos 19 anos nos homens. Após os 35 anos ou mais, o problema afeta cerca de 1% da população masculina e 5% da feminina.

O incômodo é classificado em em cinco graus evolutivos, com características e intensidades diferentes. Por este motivo, é extremamente importante a avaliação prévia por um profissional habilitado e a utilização de ativos específicos para o tratamento .

Fonte: Dra. Patrícia Andrei Saslavsky, cosmetóloga do ISIC


Voltar ➤