ARTIGOS

CELULITE

O corpo humano é constituído de quatro tipos de tecidos: o epitelial, conjuntivo, muscular e nervoso. O conjuntivo possui subgrupos de tecidos, um deles é o adiposo,  constituído por adipócitos, células responsáveis pelo armazenamento de gordura no corpo humano. Os adipócitos são provenientes de uma célula mesenquimatosa pluripotente e podem ser diferenciadas em adipócitos (tecido gorduroso), condrócitos (tecido conectivo), osteoblastos (tecido ósseo) ou miócitos (tecido muscular).

Para que ocorra a diferenciação dos adipócitos é necessária a expressão dos marcadores de  adipocitária: Célula Mesenquimatosa -> Pré-Adipócito -> Adipócito Jovem -> Adipócito Maduro

Cada célula adiposa armazena determinada quantidade de gordura, podendo ser até dez vezes o seu tamanho. Quando é ultrapassado o limite, um novo adipócito maduro é formado.

Os adipócitos maduros secretam quantidades excessivas de metaloproteinases (MMPs), capazes de degradar colágeno.  Nos adipócitos, há presença de receptores ALFA- ADRENÉRGICO e BETA-ADRENÉRGICO, onde a adrenalina se ligará, auxiliando na síntese dos triacilgliceróis.

Também conhecida como hidrolipodistrofia ginóide, a celulite é uma desordem metabólica e circulatória que envolve desde o tecido adiposo até a derme e está relacionada a diversos fatores: endócrinos (puberdade, pós-parto, menopausa), neuro-vegetativos (estresse, emoção, ansiedade), hereditários, vasculares, toxicológicos (alcoolismo, tabagismo etc), sócio-econômicos (alimentação, sedentarismo) e traumáticos (fraturas, contusões, microtraumatismos).

A formação do mal ocorre da seguinte forma: o estrogênio, hormônio sexual feminino, provoca a retenção de líquido entre os adipócitos. Este acúmulo de água impede a oxigenação dos adipócitos, assim como a eliminação das toxinas, alterando o metabolismo  Com isso, eles ficam inchados e se agrupam, formando nódulos que se prendem às fibras, se enrijecem e repuxam a pele em vários pontos, formando depressões, que caracterizam os ?furinhos?.

Mais frequente em mulheres, a celulite ocorre devido à disposição de fibras conhecidas como trabéculas. Estas fibras são mais finas e fazem com que o tecido adiposo se expanda em direção à pele, enquanto que nos homens,  são mais grossas e resistentes e se expandem em direção aos músculos. As regiões do corpo geralmente afetadas são os culotes, coxas, quadril e nádegas, mas em alguns casos, também pode afetar braços e abdômen. Portanto, a maior ocorrência em mulheres, tem sim uma explicação científica.

Fonte: Dra. Patrícia Andrei Saslavsky, cosmetóloga do ISIC


Voltar ➤