ARTIGOS

PEELING - O QUE É?

PEELING - O QUE É? ATIVOS CONSAGRADOS E INOVADORES MAIS UTILIZADOS NESTE IMPORTANTE TRATAMENTO ESTÉTICO!

A pele é o maior órgão do corpo humano, representa cerca de 15% do nosso peso corporal. Ela nos protege dos agentes externos e agressões, controla a temperatura corpórea, bem como a entrada e saída de substância (Permeação Seletiva). Podemos dividi-la em três camadas: A Epiderme, que é a camada superior; a Derme, que é a camada intermediária e a Hipoderme ou Camada Subcutânea, que é a camada inferior.

Assim como todos os órgãos do corpo, a pele passa por alterações com o avanço da idade. A acne, o envelhecimento cutâneo e as consequentes mudanças na aparência ocorrem de modo gradual e podem ser acelerados pelos fatores externos, visto que é o órgão que mais fica exposto.

Os peelings são procedimentos capazes de corrigir marcas, manchas, muitas das alterações do envelhecimento e melhorar a aparência e a qualidade da pele. Ele destrói partes da pele de maneira controlada, que logo é regenerada e recebe um aspecto novo através de células que permanecem em determinados pontos da pele e com capacidade de reprodução.

O peeling não se aplica somente às áreas faciais, sendo chamado de peeling corporal é indicado no tratamento de diversas dermatoses, fotoenvelhecimento, rugas finas, hiperpigmentação pós-inflamatória, acnes em atividade e suas sequelas, cicatrizes e estrias.

Existem vários tipos de peeling, vários métodos para cada tipo de pele e para cada tipo de lesão a ser removido. Existem os peelings químicos, peelings físicos, peelings vegetais e peelings enzimáticos.

·  Peeling Químico - consiste na aplicação de um ou mais agentes corrosivos resultando na destruição controlada de partes da epiderme e/ou derme, seguida da regeneração dos tecidos epidérmicos e dérmicos. Essas técnicas de aplicação produzem uma lesão programada e controlada com coagulação vascular instantânea, resultando no rejuvenescimento da pele com redução ou desaparecimento das alterações, discromias, rugas e algumas cicatrizes superficiais.

·  Peeling Mecânico ou Físico - consiste em um ato mecânico (lixa ou cristais) usado para "lixar" as células das camadas superficiais e até médias da pele.

·  Peeling Biológico ou Enzimático - consiste na redução da camada de queratina da pele por enzimas biológicas, reduzindo a espessura, melhorando a textura e promovendo a renovação celular da pele.

·  Peeling Vegetal (Gommage) - consiste em um método de esfoliação seguido de hidratação que regenera as células da epiderme, utilizando, exclusivamente, ingredientes naturais.

Os peelings químicos podem ser classificados de acordo com o nível de profundidade em:

·  Muito superficial: também conhecida como esfoliação, essa técnica atinge apenas a camada córnea da epiderme, fazendo uma abrasão suave. Não apresenta riscos de complicações ao paciente. Pode ser utilizado em todos os tipos de pele e em qualquer área do corpo. Não causa nenhum sinal após sua realização. Normalmente é feita previamente a outros tratamentos estéticos, como a limpeza de pele. É realizada por meio de agentes esfoliativos naturais como sementes de frutas ou sintéticos como as microesferas de polietileno.

·  Superficial: atingem camadas mais profundas da epiderme, causando mais sinais, conforme a profundidade aumenta. Causam discreta ardência e vermelhidão da pele que dura de dois a cinco dias. Os peelings superficiais, em geral, são realizados com intervalos que variam de uma semana a 15 dias, em uma série de 5 a 6 peelings. São indicados para rugas muito suaves, manchas superficiais da pele, acne leve e fotoenvelhecimento leve.

·  Médio: age mais profundamente, junto à derme papilar e retira lesões mais profundas, clareando manchas e alterações de superfície da pele, como rugas, algumas cicatrizes de acne e as ceratoses, provocam descamação mais espessa e escura, necessitando de sete a quinze dias para retorno à vida normal. Causam a formação de uma crosta enegrecida que se desprende em três a sete dias.

·  Profundo: são peelings extremamente agressivos, que provocam descamação total da derme papilar e exposição da derme reticular. É reservado para casos severos de cicatrizes de acne, marcas de expressão profundas, graves discromias infiltradas na derme e degeneração das fibras de colágeno e elastina. Necessitam de um período maior de recuperação, em que o paciente deve se reservar da exposição solar e adotar cuidados adicionais de proteção como o uso de óculos escuros e chapéu durante o tempo de recuperação. Os peelings profundos provocam uma descamação total da epiderme e consequente reepitelização e formação de neocolágeno. O tempo médio para retorno às atividades normais é cerca de 20 dias.

Ativos consagrados e inovadores mais utilizados para aplicação de Peelings:

·  Hibiscus Sabdariffa Flower Extract - Possui ação antioxidante, devido a ter em sua composição compostos fenólicos, especialmente antocianinas; ação reguladora da perda de água transepidérmica, devido a polissacarídeos mucilaginosos que absorvem e retêm a água evitando sua perda; e estimulante da regeneração celular, devido ao alto teor de  AHA (Alfa Hidróxi Ácidos), que promove redução das rugas e manchas na pele decorrentes do envelhecimento cutâneo ou fotoenvelhecimento e auxilia no aumento da hidratação e função barreira da pele.

·  Capsicum Annuum Fruit Extract - Possui ação hiperepemiante e rubefaciente, aumenta o fluxo sanguíneo, estimulando a circulação sanguínea e consequentemente promovendo maior oxigenação e nutrição no local de aplicação. Promove renovação celular intensa.

·  Lactic Acid - Tem propriedades emolientes e age inibindo a atividade da tirosinase e diminuindo a formação de melanina. Estimula a renovação celular de forma bastante eficaz.  É um

·  Salicylic Acid - BHA (Beta Hidroxi Ácido) com potente propriedade queratolítica, indicado para limpeza profunda da pele e equilíbrio da oleosidade.

·  Mandelic Acid - Utilizado no tratamento de hiperpigmentações, pois atua na inibição da síntese de melanina e na melanina já depositada na epiderme, promovendo uma eficaz remoção dos pigmentos hipercrômicos. Atua ainda na diminuição das linhas de expressão e rugas finas, melhorando a textura da pele.

·  Glycolic Acid - Tem absorção em diferentes camadas da pele e age como um solvente para a matriz interconeócita reduzindo a queratinização excessiva, sendo utilizado na renovação da epiderme e redução das linhas faciais. É também um agente clareador, que aumenta a hidratação e elasticidade da pele, devido a estimular a produção de colágeno, elastina e mucopolissacarídeos nas camadas profundas da pele.

·  Retinyl Palmitate - Palmitato de retinol em nanocápsulas. Excelente antioxidante, combate os radicais livres, principal responsável pelo envelhecimento cutâneo. Potente rejuvenescedor da pele. Tem ação na manutenção do tecido epitelial, estimula a produção de colágeno e elastina da pele. Atua contra a hiperqueratinização e a formação de comedões, auxiliando também na redução da acne.


Artigo da equipe do ISIC com a colaboração da Farmacêutica Patrícia Andrei Saslavsky 

Voltar ➤